Palmeira dos Índios - AL

     

        Conhecida como a “Princesa do Sertão”, Palmeira dos Índios tem também sua origem ligada à lenda do casal de índios Tilixi e Tixiliá. Conta-se que há duzentos anos, Tixiliá estava prometida ao cacique Etafé, mas era apaixonada pelo primo Tilixi. Um beijo proibido condenou Tilixi à morte por inanição. Ao visitar o amado, Tixiliá foi atingida por uma flecha mortal de Etafé, morrendo ao lado de Tilixi. No local, nasceu a palmeira, que simbolizava o amor intenso do casal.

         A cidade tem como atrações turísticas o Museu Xucurus (que fica na Igreja do Rosário, construída pelos escravos do século XVIII), Casa Museu Graciliano Ramos (com pertences legítimos), a Aldeia indígenas (Xucuru e Cariri), além do Cristo do Goití (vista panorâmica da cidade). 

 

 

 Hospedagem 

A fim de auxiliar a acomodação dos participantes na cidade, a organização da Semana de História listou algumas opções de hospedagem.

 

 

São Bernardo Hotel 

E-mail: saobernardohotel20@hotmail.com

Tel: (82) 3421-3040

       (82) 99688-0003

       (82) 99917-5803

 

Imperial das Palmeiras 

E-mail: pousadaimperialal@hotmail.com

Tel: (82) 3421-2013

 

Verde Hotel 

Site: http://www.verdehotel.com.br/

E-mail: verdehotel@gmail.com

Fones: (82) 3421-2328

            (82) 9125-3912

 

 

 

 

 

 

 

 

      A Comissão organizadora da Semana de História disponibilizará hospedagem na modalidade “ALOJAMENTO” aos participantes do Encontro interessados, sem custos financeiros.

       O ALOJAMENTO será no próprio local do evento (UNEAL/Campus III – Palmeira dos Índios). Vagas limitadas! Para maiores informações favor entrar em contato através de e-mail, ou telefones disponíveis na aba CONTATO neste site.

  

 

 Atenção